Aluno de escola pública paga estudo com venda de marmitas

2965

Aluno de escola pública, Maycon Silva tem 23 anos, vem de família humilde e carrega consigo o sonho de cursar uma faculdade nos Estados Unidos. O estudante de Brazlândia, uma região administrativa de Brasília, vende de trufas, marmitas e geladinhos para conseguir realizar o sonho.

O jovem, que sempre estudou em escola pública, é filho de vigilante e de uma diarista. E, precisa trabalhar muito para conseguir R$ 400 mil e então embarcar na Hult International Business School, escola de negócios na Califórnia.

Maycon descobriu sua paixão pelos Estados Unidos durante as aulas no Centro Interescolar de Línguas (CIL), onde estudava inglês. Após a formação, ele participou de uma feira de intercâmbio. Foi nessa feira que o jovem descobriu os caminhos para estudar no Canadá.

A partir daí, Maycon passou a vender as marmitas, trufas e geladinhos, a R$ 10 e R$ 1, respectivamente. Nesse período, ele fez até rifas de aparelho de som para juntar dinheiro e embarcar.

Já no Canadá, Maycon conciliou os estudos com um trabalho em um restaurante. Além disso, também fez alguns trabalhos voluntários. Após 1 ano e 4 meses, Silva voltou ao Brasil e começou a se preparar para cursar o ensino superior. Foram diversas fases, desde envio de documentação até entrevistas com redações.

Meses depois descobriu que havia sido aprovado na universidade dos sonhos com uma bolsa de 60% de desconto. Ele estima um gasto de US$ 29 mil por ano, ou cerca de R$ 93 mil. Para alcançar o objetivo, ele continua com as vendas das marmitas, acordando cedo e lutando na cozinha. Além disso, também criou uma vaquinha online (https://www.kickante.com.br/campanhas/proxima-parada-california).

“Tenho dois grandes sonhos, um deles é fazer pós em Harvard, coloquei isso como meta de vida e vou lutar muito para chegar lá. O outro é poder ajudar pessoas, tenho um apreço muito grande e uma alegria gigante em ajudar”, conta Maycon.