25 universitários que beberam demais e acabaram virando verdadeiras obras de arte na mãos de “amigos”

16066

É comum uma saidinha para distrair e eliminar as tensões da vida universitária. Aqui, a
segunda pode virar sexta-feira com muita facilidade. Não há dia certo para visitar uma festinha universitária ou o bar da esquina da faculdade.

De acordo com uma pesquisa realizada e divulgada pela Associação Americana de Sociologia, os universitários que ingerem bebidas alcóolicas para ficar bêbados são mais felizes com aexperiência na faculdade do que aqueles que não bebem tanto.
A pesquisa ouviu aproximadamente 1600 estudantes de uma faculdade de elite no Noroeste dos Estados Unidos. A conclusão é de que os bebedores consomem 13,7 drinques por semana, enquanto aqueles alunos que bebem menos ingeriam 4,2 drinques em sete dias.

A professora de sociologia e realizadora da pesquisa americana, Carolyn L. Hsu, beber ainda é um comportamento usado para se encaixar nos grupos mais prestigiados dentro do meio universitário.

A pesquisadora afirma que beber demais significa participar de um grupo de status na
faculdade. “Beber é o que os mais poderosos, saudáveis e felizes fazem no campus. Isto explica porque é uma prática tão desejada. Por isso, quando os alunos de grupos sociais menos populares bebem demais, eles estão tentando se aproveitar dos benefícios e da satisfação social que têm os colegas que sempre fazem isso. E, os estudos apontam, que eles conseguem ter sucesso nestes momentos.

1Obra de Arte

A pesquisa mostrou também que a brincadeira é um caminho usado pelos universitários para se adaptar e passar pela vida acadêmica, principalmente por aqueles que não apresentam tanta tendência a beber. De acordo com Hsu, muitos entrevistados escreveram que não gostariam de beber tanto, mas acreditam ser a única coisa socialmente aceita que é feita para se divertir.

Mas, cuidado. Ao sair com os amigos para beber e extrapolar, você pode se tornar uma obra de arte. Nas redes sociais, há muitas imagens de universitários que foram se divertir, mas se tornaram esculturas nas mãos dos colegas. E, o pior, acabaram expostos na internet por alguém que precisou apenas de um celular.

O consumo em excesso fez com que vários universitários protagonizassem momentos um
tanto hilários. Por si só, as imagens que você verá a seguir provam o quanto o álcool deve ser consumido com moderação. E, o quanto é arriscado beber com um “amigo” por perto. Afinal, nunca se sabe o tipo de obra de arte você poderá ser quando acordar.